Estratégias

Gestão de Banca para Trader Esportivo

Escrito por Mario SAM

Um dos princípios mais negligenciados e talvez o mais importante de todos na hora de trabalhar como trader esportivo, é definir (e seguir à risca) uma gestão de banca.

As vezes funciona e as vezes não?

Então, o problema é que muita gente confunde e mistura as tarefas. Temos a gestão da banca, temos que definir uma estratégia, e temos nossas táticas de trading/apostador. E só porque uma coisa sai errado, não significa que tudo esteja errado. Vamos a um exemplo concreto!

Aqui mesmo no blog eu já postei duas experiências pessoais: Uma de quando eu transformei U$100 em U$1,000 dólares muito rápido (e sem usar bônus); E outra de quando eu perdi toda minha banca (+de U$1,000) em apenas dois dias.

Em ambos os casos – no sucesso e no fracasso – eu estava usando a mesma tática (do over 0,5), com as mesmas estratégias (que vou detalhar em outras oportunidades), porém, com uma gestão caótica de banca (que me fez quebrar).

O que eu preciso definir?

Vamos começar pelo básico. Valor fixo ou percentual na stake?

Stake é o valor que você define para colocar em jogo. Digamos que você tem uma banca de U$100 dólares. A cada partida, você define que vai arriscar quanto? U$5 dólares? U$10 dólares? U$25 dólares?

Se você optou por um valor fixo de U$25 dólares, e perdeu 4 jogos seguidos, sua banca já quebrou.

Mas se você optou por um valor percentual de 25%, que no primeiro jogo equivale a U$25 dólares, ao perder este valor, seu próximo jogo de 25% terá uma stake de U$18,75 dólares (porque sua banca agora é de U$75). E mesmo que você perca 4 jogos seguidos, ainda terá uma banca de pelo menos U$36 dólares (demora mais para quebrar a banca).

O “problema” de seguir o modelo percentual, está muito mais no emocional. Pois quando você perde U$25, é natural querer recuperar no jogo seguinte… mas para recuperar, você precisar usar outra stake de U$25, caso contrário, pode demorar muito para se recuperar.

Frequência de jogos

Outro grande erro de iniciantes, é acreditar que precisa jogar todos os dias, senão vai perder o “jeito”, perder o ritmo, perder oportunidades, etc.

Hoje em dia eu me concentro mais nos jogos de finais de semana (sábado e domingo). E no meio da semana, eu faço uma análise rápida da rodada para ver se tem algo que vale a pena, e se tiver, eu faço uma análise mais aprofundada e/ou começo a assistir o jogo para ver se existem oportunidades… mas sem a pressão ou compromisso de TER que jogar.

Nos finais de semana também é comum ocorrerem diversos jogos aos mesmo tempo. Isso pode ser interessante para se fazer múltiplas (que falaremos em mais detalhes no futuro). Mas é um stress absurdo tentar acompanhar e ganhar em diversos jogos simultâneos, deixe de ser fominha ou ganancioso demais, e escolhe 1 ou 2 jogos para acompanhar. Dependendo da importância do jogo e do valor aplicado, fique apenas em um jogo.

Siga o Flow

Lá no início eu falei que você deveria seguir à risca suas estratégias. No entanto, existe algo na psicologia chamado: Flow.

Seria, no âmbito profissional, como estarmos no ritmo, no fluxo, no embalo, em transe, focados, imersos, etc.

Resumindo, tem dias que estamos “on fire”, acertando tudo. E se você definiu que faria no máximo 4 jogos por dia, vai acabar interrompendo a boa sequência à toa. Não se prenda a isso, se está ganhando tudo, continue (até errar ou cansar).

O contrário também é válido. Tem dias que são de noite. E nada acontece. Nesses casos, se você definiu que faria 4 jogos por dia, não tem porque seguir à diante e perder 4 jogos, pare no segundo ou no terceiro se as coisas estão do avesso.

Opções de risco

De vez em quando surgirão boas oportunidades, arriscadas, que costumam acontecer 1 à cada 10 vezes.

Você pode definir um valor (mini caixa) semanal para estes tipos de entradas. (era o que costumava fazer por um tempo)

Agora o que costumo fazer, é usar o lucro remanescente dos ganhos diários. Por exemplo, operei no sábado e obtive um lucro de U$3,58. No dia seguinte, domingo, vou usar U$0,58 nas entradas de risco.

Houve um tempo que eu fazia o seguinte, seguindo o exemplo acima, se eu ganhasse U$3,58 no dia, eu continuava operando, usando este valor todo de lucro em várias entradas arriscadas. Mas no final do dia, depois de horas e horas de trading, cansado, exausto, eu terminava o dia sem lucro nenhum. Então parei de fazer isso.

Tem mais…

Quando comecei a escrever este post não imaginava que teria tanta coisa para falar sobre gestão de banca. Acabei de perceber que terei que continuar em outra oportunidade.

Então aproveite para entrar em contato e deixar suas dicas, sugestões, dúvidas sobre o assunto, para que eu posso abordar no próximo capítulo. 🙂

Sucesso!

Sending
User Review
0 (0 votes)

O Autor

Mario SAM

Minhas redes sociais estão aí... vem comigo... eu continuo estudando e quero compartilhar tudo que estou aprendendo com você!